Visto L-1A: Espírito Empresarial e o Sonho Americano

O sonho americano de trabalhar duro, ter uma casa, e poder sustentar sua família ainda existe e continua crescendo para centenas de milhares de empresários imigrantes nos Estados Unidos. As histórias são muito semelhantes. Uma pessoa é criado com poucos recursos, educa a si mesmo, trabalha duro, aprende sobre uma indústria específica, e um dia tem seu próprio negócio. No entanto, para proporcionar um futuro melhor para sua família, essa pesoa decide pegar suas habilidades, conhecimentos e experiências e abrir uma empresa nos Estados Unidos. O visto L-1A é uma excelente opção para os empresários e investidores do mundo inteiro que desejam vir para os Estados Unidos, ter um negócio lucrativo e eventualmente imigrar legalmente com sua família.

O visto L-1A foi projetado pelo Congresso para permitir que as pessoas de grandes talentos, com experiência gerencial ou executiva fosse transferido de uma empresa estrangeira para uma empresa coligada aos Estados Unidos. Ao contrário de vistos de estudante ou visto de turista, o L-1A é um visto de dupla intenção, o que significa que a pessoa que esta sendo transferida pode ter a intenção de voltar para casa depois de terminar seu trabalho nos EUA (intenção de não-imigrante) ou procurar tornar-se um residente permanente legal (intenção de imigrante). Isso proporciona maior flexibilidade para o trabalhador, porque eles podem experimentar o estilo de vida americano e optar por ficar ou voltar ao seu país de origem.

Para qualificar para o visto L-1A, a pessoa que vai ser transferida tem que ser empregado como um executivo ou gerente da empresa estrangeira pelo menos um ano nos últimos três anos. Essa pessoa pode ser um acionista da empresa ou um empregado. Além disso, a empresa estrangeira e a empresa dos EUA deve ter um relacionamento “qualificado” – as empresas devem ser afiliadas ou empresa-mãe e e subsidiária. As empresas também podem ser ramos da mesma empresa-mãe.

O tempo concedido pelo serviço de imigração dos EUA para o empregado que será transferido dependerá da 1) duração da relação comercial entre as duas empresas e 2) se a empresa dos EUA esta “atuando”. Se a empresa estrangeira e a empresa dos EUA tem tido a mesma relação comercial pelo menos por um ano antes da transferência e a empresa dos EUA estiver atuando pelo menos por um ano, tem empregados e esta operando regularmente, o primeiro visto concedido será por um período de três anos. No entanto, se a empresa dos EUA é nova, e está em funcionamento há menos de um ano, o primeiro visto emitido será somente por um período de um ano. Após o período inicial de um ano ou de três anos, o empregado que foi transferido pode solicitar uma extenção do seu visto L-1A, e de seus derivados; cônjuge e filhos menores de 21 anos, por períodos de dois anos, com um máximo de 7 anos no total.

O benefício do visto L-1A em relação a outros tipos de vistos é que o cônjuge do beneficiário do L-1A também pode receber a autorização de trabalho nos Estados Unidos. Isso proporciona maior flexibilidade para a família, o cônjuge, e até mesmo para a empresa se ela decide contratar o cônjuge. Porém, o mais importante é a capacidade que a empresa tem de fazer uma petição para um visto de imigrante para o beneficiário do L-1A, o que eventualmente se tornará em um status de residente permanente legal (green card) para o beneficiário e sua família.

Empresários, executivos e gerentes do mundo inteiro pode ser elegível para um visto L-1A. Não há limitação no número de vistos disponíveis, e há um caminho claro para a residência permanente legal e até mesmo para a cidadania nos EUA. Se você é um empresário, executivo ou gerente, fale com um advogado de imigração qualificado para saber mais detalhes sobre o visto L-1A e se é uma opção para você.

Lembre-se, o sonho americano existe e pode tornar sua realidade.

Leave a Reply

You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>